Cinema

Los Angeles por ela mesma (IMS-RJ)

  • Produção (EUA, 2003, 170’) / Exibição em DCP
  • Direção Thom Andersen

Sessão com apresentação de Aaron Cutler e Mariana Shellard, curadores da mostra Hollywood e além: o cinema investigativo de Thom Andersen.

Remasterizado em 2013, no filme de Andersen, os excluídos de Hollywood persistem como tema diagonal do diretor que desta vez investiga a construção mitológica do cinema hollywoodiano sobre a cidade de Los Angeles. O mito e a cidade são contrapostos por cenas de filmes hollywoodianos e imagens filmadas por Andersen em 16mm para ilustrar o impacto local da indústria cinematográfica e seu desprezo sobre a cidade que a abriga. Com uma narração de tom amargo e pessoal, o filme se estrutura a partir de temas que descrevem a construção do mito. A arquitetura modernista odiada por Hollywood serve de residência para variados tipos de malfeitores, como a Lovell House, de Richard Neutra, que abriga o cafetão de L.A. Confidential (1997) e a Garcia House, de John Lautner, sede de uma facção criminosa, que Mel Gibson demole como se estivesse guinchando um carro em Máquina mortífera 2 (1989). O planejamento urbano que privilegiou indiscriminadamente a indústria automobilística e praticamente inviabilizou o transporte público é abordado com certa nostalgia em Uma cilada para Roger Rabbit (1988) e de forma visionária em Juventude transviada (1955).

Protagonistas que representam autoridades impotentes frente à decadência e criminalidade epidêmica delineiam os residentes da cidade do pecado, como Jake Gittes (Jack Nicholson), em Chinatown (1974) e Rick Deckard (Harrison Ford), em Blade Runner - o caçador de andróides (1982). Em contraponto ao mito, Andersen também apresenta filmes daqueles que retrataram as reais dificuldades da cidade e de seus moradores mais desprezados, por um sistema social que muitas vezes se confunde com a indústria. Entre eles, Uma mulher sob influência (1974), L.A. Plays Itself (1972) e o movimento neorrealista americano do qual fizeram parte filmes independentes, como Bless Their Little Hearts (1983), Os exilados (1961) e O matador de ovelhas (1977).

Esta sessão faz parte da mostra Hollywood e além: o cinema investigativo de Thom Andersen. Em cartaz no cinema do IMS-RJ de 15 a 21 de setembro, a mostra conta com 19 filmes entre longas e curtas-metragens que celebram a obra de Thom Andersen, um dos mais importantes cineastas americanos da atualidade, e de artistas vinculados a ele.

 

MAIS
Programação completa da mostra Hollywood e além: o cinema investigativo de Thom Andersen.

  • IMS Rio de Janeiro
  • R$8 (inteira) e R$4 (meia).
  • Classificação Classificação livre.

Sessões

  • Sábado 17/09

    • 15:00.