início / conheça / Unidade - Novo IMS São Paulo

Unidade - Novo IMS São Paulo

A rua no quarto andar

 

Realizando uma antiga aspiração e consolidando sua presença em São Paulo, o mais importante cenário cultural do Brasil, o Instituto Moreira Salles inaugura em julho de 2017 um novo endereço: avenida Paulista, 2424. O novo centro cultural, com projeto do escritório Andrade Morettin Arquitetos, abrigará toda a programação organizada pelo instituto na cidade..

Serão sete andares, todos com pé-direito duplo, em um projeto realizado a partir de conceitos sustentáveis. Para o arquiteto Marcelo Henneberg Morettin, um dos maiores desafios foi resolver um museu vertical. Uma das soluções encontradas foi transpor para o quarto pavimento o ambiente de entrada e convívio do centro cultural, a Praça IMS, acessível diretamente a partir do vão livre do térreo por escadas rolantes.

Além das áreas para exposições, com mais de 1200 metros quatrados, o IMS Paulista contará  também com um cineteatro – onde acontecerão mostras de filmes, eventos musicais, seminários e debates –, uma biblioteca, salas de aula, uma loja/livraria e um café-restaurante.

Segundo Flavio Pinheiro, superintendente-executivo do instituto, quem for ao IMS Paulista sempre poderá visitar uma exposição relacionada ao acervo do instituto, “o que não acontecia antes”. Além de exposições, mostras de cinema, palestras, cursos e shows, o novo centro cultural também sediará eventos como o Festival ZUM e o Festival serrote, cuja primeira edição está prevista para 2018, além de participar das celebrações dos já tradicionais Dia D – Dia Drummond e Hora de Clarice.

A biblioteca do IMS Paulista, coordenada por Miguel Del Castillo, terá como foco único a fotografia, em uma iniciativa pioneira. De livre acesso ao público, com capacidade para abrigar até 30 mil itens, a biblioteca já nasce robusta. Na inauguração estarão disponíveis cerca de 10 mil itens, entre o acervo geral e as coleções especiais, como a biblioteca do fotógrafo Thomaz Farkas. Além de atender a pesquisadores e ao público interessado, a biblioteca promoverá cursos livres relacionados às áreas de atuação do IMS, com ênfase na fotografia.

Marcando o interesse da instituição em todo o universo da arte contemporânea, a nova sede será inaugurada com a videoinstalação The Clock, de Christian Marclay, vencedora do Leão de Ouro na Bienal de Veneza em 2011. O trabalho, com 24 horas de duração, ficará dois meses em cartaz, com projeções uma vez por semana.

Para comandar IMS por Travessa, a loja do IMS Paulista, o instituto firmou parceria com a Livraria da Travessa, referência cultural no Rio de Janeiro. A loja será integrada ao ambiente da Praça IMS, no quarto pavimento do novo prédio, e terá como foco, além das publicações do instituto, obras nacionais e importadas sobre fotografia. O térreo do IMS Paulista abrigará o restaurante Balaio, capitaneado pelo chef Rodrigo Oliveira, dos restaurantes Mocotó e Esquina Mocotó. Na Praça IMS, o café Balaio terá como carro-chefe o café da manhã artesanal, com influências de todas as regiões brasileiras.

 

O IMS Paulista em construção 

A cada 15 dias nos últimos meses, o fotógrafo Bruno Fernandes atualiza as imagens do ensaio que vem realizando desde novembro de 2013 na obra do novo centro cultural do IMS em construção na Avenida Paulista. Acompanhe aqui, passo a passo, a execução do projeto, que tem inauguração prevista para 2017. Saiba mais sobre o futuro IMS Paulista no final deste ensaio fotográfico em permanente atualização.

 


30 de novembro de 2016

 


30 de novembro de 2016

 


30 de novembro de 2016

 


16 de novembro de 2016

 


16 de novembro de 2016

 


28 de outubro de 2016

 


28 de outubro de 2016

 


6 de outubro de 2016

 


6 de outubro de 2016

 


6 de outubro de 2016

 


23 de setembro de 2016

 


23 de setembro de 2016

 


6 de setembro de 2016

 


6 de setembro de 2016

 


17 de agosto de 2016

 


17 de agosto de 2016

 


3 de agosto de 2016

 

 
3 de agosto de 2016

 


19 de julho de 2016 

 


19 de julho de 2016 

 


05 de julho de 2016 

 


05 de julho de 2016 

 


05 de julho de 2016 

 


23 de junho de 2016 

 


23 de junho de 2016 

 


10 de junho de 2016

 


10 de junho de 2016

 


10 de junho de 2016

  


24 de maio de 2016

  


24 de maio de 2016

  


9 de maio de 2016

 

9 de maio de 2016

 


29 de abril de 2016

 


29 de abril de 2016 

 


13 de abril de 2016 

 


13 de abril de 2016 

 


24 de março de 2016 

 


24 de março de 2016 

 


09 de março de 2016 

 


09 de março de 2016 

 


12 de fevereiro de 2016 

 


12 de fevereiro de 2016 

 


29 de janeiro de 2016 

 


29 de Janeiro de 2016 

 


18 de janeiro de 2016 

 


18 de janeiro de 2016 

 


23 de dezembro de 2015 

 


23 de dezembro de 2015 

 


1 de dezembro de 2015 

 


16 de novembro de 2015 

 


16 de novembro de 2015 

 


28 de outubro de 2015 

 


28 de outubro de 2015 

 


22 de setembro de 2015 

 


18 de agosto de 2015 

 


30 de julho de 2015 

 


30 de junho de 2015 

 


29 de maio de 2015
 

28 de abril de 2015

 


27 de março de 2015

 


16 de janeiro de 2015

 


16 de dezembro de 2014 

 


17 de outubro de 2014

 


03 de outubro de 2014

 


25 de julho de 2014

 


15 de maio de 2014

 


15 de maio de 2014

 


1 de abril de 2014

 


5 de fevereiro de 2014

 


5 de fevereiro de 2014

 


10 de janeiro de 2014

 


13 de dezembro de 2013

 


21 de novembro de 2013

 

 O futuro IMS Paulista 

A nova sede do Instituto Moreira Salles em São Paulo será um centro cultural vertical perfeitamente integrado à cidade – na Avenida Paulista, entre as ruas Bela Cintra e Consolação. Foi planejado para se tornar um polo de energia cultural para a região, bem como um novo marco arquitetônico da cidade.

Com projeto do escritório de arquitetura Andrade Morettin, vencedor de um concurso aberto em setembro de 2011, o novo IMS Paulista será um espaço moderno, ideal para exposições, distribuídas em três salas de pé-direito elevado. Além delas, haverá também um cinema e auditório para 150 pessoas, uma biblioteca de fotografia, salas de aula para cursos, livraria, cafeteria e restaurante.

O prédio de 44 metros (uma altura que corresponde a um edifício de 14 andares) ocupará um terreno de 1.000 m², com uma área expositiva maior do que a atual sede do IMS no Rio de Janeiro, onde permanecerá o acervo.

O grande desafio do projeto foi ocupar o pequeno terreno de 50 x 20 m, cercado de prédios, e transformá-lo num ambiente que se comunicasse com o espaço urbano. A solução dos arquitetos Vinicius Andrade e Marcelo Morettin – inspirada na circulação de pedestres que caracteriza edifícios como o Masp (Museu de Arte de São Paulo) e o Conjunto Nacional, na mesma avenida – é o andar térreo transferido para 15 metros acima do solo, deixando um vão livre para o acesso dos visitantes, diretamente da calçada para as escadas rolantes que levam aos espaços de exposição nos andares superiores.

O térreo está planejado para ser um local de encontro. Além do café, da livraria e de um restaurante no nível da avenida, uma praça poderá abrigar concertos para 50 pessoas na hora do almoço. As galerias dos andares superiores serão locais de introspecção, com luz controlada e pé-direito duplo, de 4,5 m de altura. Grandes e altas, elas permitirão exposições mais flexíveis, menos engessadas por paredes e tetos baixos.

Um imenso envelope de vidro recobrirá a estrutura mista de aço e concreto. No fundo, será um grande quebra-sol contra o calor. Utilizando tecnologias modernas, 70% da energia solar será devolvida para o ambiente. Mas a função principal desse envelope é abrigar e dar unidade aos vários volumes internos do prédio, ao mesmo tempo aberto à cidade e acolhedor ao visitante.

Recentemente, foi escolhido o projeto de sinalização do novo centro cultural. Veja imagens e saiba mais sobre o projeto aqui.

Antecipando-se à inauguração da nova unidade prevista para 2017, a sede administrativa do IMS muda de endereço na Av. Paulista a partir do dia 13 de outubro de 2015, passando a funcionar no 6º andar do prédio de número 2439, bem em frente à construção em andamento.

 

IMS em Higienópolis


O centro cultural localizado no bairro de Higienópolis, região central da capital paulista, foi inaugurado em janeiro de 1996 e fechado em dezembro de 2016. O espaço era dotado de salas de uso múltiplo e uma loja de arte, além de estacionamento para os visitantes. Ocupava uma área aproximada de 450m², e a área expositiva compreende três salas, no total de 250m².

Entre várias exposições de destaque, foram realizadas no centro cultural mostras de Thomaz Farkas, Luigi Ghirri, Jacques Henri Lartigue, 'Retratos do Império' e 'O Cruzeiro'.

 

    Avenida Paulista, 2424, São Paulo-SP

    Inauguração em julho de 2017

    PLANEJE SUA VISITA

    Hoje no IMS

    VEJA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA